Hashtag Pop

Pai de Britney Spears é suspenso do cargo de tutor da artista

É O FIM! Após audiência decisiva, Jamie Spears, pai de Britney Spears, foi oficialmente suspenso do cargo de tutor da princesa do pop. Britney está livre da tutela do pai após 13 anos #FreeBritney.

publicado em
Foto: Reprodução/Instagram

É OFICIAL! Após 13 anos, Jamie Spears, pai de Britney Spears, foi suspenso do cargo de tutor da vida e carreira da filha. A decisão ocorreu na última quarta-feira, 29 de setembro, em audiência realizada com os advogados da artista e comandada pela juíza responsável, Brenda Penny.

Jamie Spears já havia comunicado a decisão de desistir do título de tutor de Britney, mas só seria oficialmente afastado em audiência que seria realizada em janeiro de 2022. A pedido da princesa do pop, o encontro importante com as autoridades foi adiantado e a artista agora está livre da tutela do pai.

“Britney Spears merece acordar amanhã sem ter o pai como tutor”, disse o advogado de Britney, Matthew Rosengart, durante audiência.

De acordo com as informações divulgado, um novo tutor, que será escolhido por Britney Spears para ocupar temporariamente o cargo, fará um levantamento de todos os documentos e finanças referentes a vida e carreira da artista para encerrar, oficialmente, a tutela. Além disso, os documentos recolhidos vão servir como provas contra os envolvidos na tutela abusiva.

De acordo com informações divulgadas pelo site norte-americano Deadline na última segunda-feira, 27, Jamie Spears seria investigado pelo FBI por abuso em tutela. A investigação é consequência das descobertas do documentário “Controlling Britney Spears”, lançado nos últimos dias. (Via Estadão)

RELEMBRE OS ÚLTIMOS ACONTECIMENTOS REFERENTES A TUTELA DE BRITNEY SPEARS

Após anos de espera, Britney Spears foi ouvida pela primeira sobre o caso de sua tutela no último dia 23 de junho, no tribunal de Los Angeles. Na ocasião, a estrela da música falou sobre o controle que o pai, Jamie Spears, tem sobre sua vida pessoal, carreira, vida financeira e negócio desde 2008.

Em depoimento emocionante, Britney Spears revelou que não foi autorizada a tirar o DIU para engravidar e que foi forçada a fazer turnê em 2018.

“Tenho um DIU em meu corpo agora que não me deixa ter um bebê e meus conservadores não me deixam ir ao médico para retirá-lo”, relatou

Ela ainda revelou quer expor para o mundo tudo que sofreu nas mãos do pai e demais conservadores que estão à frente de sua tutela, demonstrando desejo de processar a família.

“Honestamente eu gostaria de processar minha família. Gostaria de compartilhar com o mundo toda minha história e o que eles fizeram comigo. […] Eles fizeram um ótimo trabalho explorando minha vida, então eu acho que esta deve ser uma audiência aberta. Não estou aqui para ser uma escrava” – relatou.

Dias após o desabafo corajoso e poderoso da artista, Larry Rudolph anunciou que não é seria mais o empresário de Britney Spears após mais de 20 anos de trabalho. Ele era responsável pela carreira de Britney desde 1995 e enviou uma carta para Jamie Spears e Jodi Montgomery comunicando a demissão.

Em 14 de julho, Britney Spears deu um novo passo na batalha judicial para o fim da tutela. Isso porque a juíza Brenda Penny concedeu a princesa do pop o direito de escolher o próprio advogado para acompanha-la durante o processo. Na ocasião, ela dedicou a vitória aos fãs

“Estou chegando, pessoal … indo junto!!!! Nova e com representação de verdade hoje… Eu me sinto GRATA e ABENÇOADA! Obrigada aos meus fãs que estão me apoiando… Vocês não tem ideia do que significa para mim ser apoiada por fãs tão incríveis!!!! Deus abençoe todos vocês”, escreveu a artista.

Recentemente, em 12 de agosto, o TMZ noticiou que Jamie Spears concordou em desistir do cargo de tutor de Britney Spears e, com isso, não faria mais parte da tutela da princesa do pop.

Conforme as informações compartilhadas pelo site, o comunicado sobre a decisão foi enviado através de documentos legais, afirmando que Jamie Spears pretende agora trabalhar com o tribunal e com o advogado de Britney para uma transição organizada para desligamento do cargo. 

“Não há, de fato, nenhum fundamento real para suspender ou remover o Sr. Spears como tutor e é altamente discutível se uma mudança neste momento seria do interesse da Sra. Spears. No entanto, mesmo sendo o Sr. Spears o alvo incessante de ataques injustificados, ele não acredita que uma batalha pública com a sua filha pela continuação do seu serviço como tutor seria do interesse dela. Assim, embora deva contestar esta petição injustificada para a sua remoção, o Sr. Spears pretende trabalhar com o tribunal e o novo advogado da sua filha para preparar uma transição ordenada para um novo tutor”, consta no comunicado.

Aparece na notícia:,
Topo