Beyoncé escreve carta aberta as autoridades exigindo justiça no caso Breonna Taylor
Do Instagram

Beyoncé escreve carta aberta às autoridades exigindo justiça no caso Breonna Taylor

Beyoncé escreve carta aberta às autoridades exigindo justiça no caso Breonna Taylor

começa após a publicidade

A cantora Beyoncé divulgou em seu site oficial uma carta que enviou ao Procurador-Geral Daniel Cameron, pedindo justiça à Breonna Taylor, uma afro-americana de 26 anos, morta a tiros por policiais do Departamento de Polícia Metropolitana de Louisville (LMPD) em 13 de março de 2020, quando o sargento Jonathan Mattingly, a detetive Brett Hankison e a detetive Myles Cosgrove entraram à paisana em seu apartamento em Louisville, Kentucky, enquanto cumpriam um “No-knock warrant”.

A cantora pede em carta aberta que o Departamento de Polícia de Louisville seja investigado e que os envolvidos enfrentem acusações criminais.

Confira na íntegra a tradução da carta:

14 de junho de 2020
Ao Ilustre Daniel Cameron Escritório da Procuradoria-Geral Caro Procurador-Geral Cameron: Já faz três meses desde que membros do Departamento de Polícia de Louisville (LMPD) mataram Breonna Taylor. Policiais sem uniforme com um mandado de busca “sem bater à porta” entraram à força no apartamento dela, onde ela dormia e estava desarmada. Momentos depois, policiais dispararam mais de vinte tiros dentro da casa de Breonna Taylor, a atingindo com pelo menos oito disparos. Ainda que a “Lei Breonna” tenha sido aprovada em Louisville e uma legislação federal tenha sido introduzida para banir mandados “sem bater à porta”, esses pequenos passos na direção certa são dolorosos lembretes de que ainda não houve justiça para Breonna Taylor ou sua família. Três meses se passaram – e a investigação do Departamento de Polícia produziu mais perguntas do que respostas. O relatório deles alega que Srta. Taylor não sofreu ferimentos – e ainda sim sabemos que ela foi atingida pelo menos oito vezes. Os policiais dizem que se anunciaram antes de invadir o apartamento da Srta. Taylor – mas o namorado que estava com ela, e diversos vizinhos, todos dizem que isso não é verdade. Três meses se passaram – e nenhuma prisão foi feita, e nenhum policial foi demitido. A investigação foi entregue ao seu escritório e, mesmo assim, todos os policiais envolvidos no tiroteio continuam empregados no Departamento de Polícia. O sargento Jonathan Mattingly e policiais Myles Cosgrove e Brett Hankison devem ser responsabilizados por seus atos. Três meses se passaram – e a família de Breonna Taylor espera por justiça. A família da Srta. Taylor não teve tempo de ter seu luto. Em vez disso, eles vêm trabalhando sem parar para conseguir o apoio de amigos, sua comunidade e do país para fazer justiça à Breonna. Seu departamento tem o poder e responsabilidade de fazer justiça à Breonna Taylor, e demonstrar o valor da vida de uma mulher negra. Eu peço que você use seu poder e: Indicie criminalmente Jonathan Mattingly, Myles Cosgrove e Brett Hankison. Comprometa-se com a transparência na investigação e na acusação da atividade criminal destes policiais. Investigue a resposta do Departamento de Polícia de Louisville para o assassinato de Breonna Taylor, assim como as práticas difundidas que resultam na morte recorrente de cidadãos negros desarmados. Não deixe que este caso caia no padrão da falta de solução após uma terrível tragédia. Em cada morte de uma pessoa negra pelas mãos da polícia, existem duas tragédias reais: a morte em si, e a inação e atrasos que a seguem. Essa é a sua chance de por um fim neste padrão. Tome uma rápida e decisiva ação para indiciar os policiais. Os próximos meses não podem ser iguais aos últimos três.
Atenciosamente, Beyoncé Knowles-Carter
.”

continua após a publicidade

continua após a publicidade

Beyoncé escreve carta aberta às autoridades exigindo justiça no caso Breonna Taylor
To Top