Entrevista com Danny Bond: “LGBTQIA+ não é um gênero musical; merecemos o mesmo espaço que artistas cis/heterossexuais”
Entrevistas

Entrevista com Danny Bond: “LGBTQIA+ não é um gênero musical; merecemos o mesmo espaço que artistas cis/heterossexuais”

continua após a publicidade

A Rainha de Jacintinho está cada vez mais conquistando o público brasileiro. Na última quinta-feira, dia 17, Danny Bond lançou seu mais novo single, “Traz o B”. A faixa é o primeiro single do próximo EP da cantora, que tem a proposta de experimentar novas sonoridades e referências, com previsão de lançamento ainda para 2020.

Em entrevista exclusiva para o Hashtag Pop, Danny Bond falou sobre o lançamento do videoclipe “Traz o B”, como é ser artista LGBTQIA+ no Brasil e preparativos para lançamento de seu novo EP. Confira abaixo.

Hashtag Pop – “TRAZ O B” marca uma nova fase em sua carreira musical. Você fez um suspense nas redes sociais e depois divulgou um video maravilhoso com a prévia do novo trabalho. Como você está se sentindo com esse mateiral em todas as plataformas?

Danny Bond: ‘Traz o B’ vem tendo uma repercussão surreal, em menos de 12 horas foram mais de 30k de streams, 1 no iTunes Brasil e 1 no Twitter Brasil. Eu esperava que a música fosse ter um engajamento legal, mas não imaginava isso. Surreal ver tudo isso acontecendo e muito feliz e grata por ter tanto apoio dos meus fãs e também de amigos e influencers do meio. Nada se constrói sozinha. O material ficou lindo, saí da minha zona de conforto e me reinventei. Disse que ia entregar conceito pras yags e cumpri o que disse.

continua após a publicidade


Hashtag Pop – Você é uma grande influência nas redes sociais e sempre está a frente das causas LGBTQIA+. Como você interpreta o crescimento da música brasileira com diversos artistas LGBTQIA+? Sente que daqui pra frente a tendência é só melhorar?

Danny Bond: Acredito sim que a tendência é só melhorar, mas muitas pessoas precisam entender que nós não somos um gênero, LGBTQIA+ não é um gênero musical. Nós cantamos forró, hip-hop, pop, r&b e o que mais quisermos e merecemos o mesmo espaço e respeito que artistas cis/heterossexuais dos ritmos que cantamos.

Hashtag Pop – O que você diria para Danny Bond lá do começo de carreira, para essa fase atual?

Danny Bond: VAI DAR TUDO CERTO. VOCÊ VAI ENCONTRAR PARCEIROS E ALIADOS NA TRAJETÓRIA. NUNCA DESANIME, POIS VOCÊ É A INSPIRAÇÃO DE MUITOS CORPOS QUE BUSCAM EMANCIPAÇÃO. VOCÊ É A PROVA DE QUE SONHAR VALE A PENA!

Hashtag Pop – Quais os planos futuros?

Danny Bond: Tenho um ep a caminho que vai contar com algumas colaborações e vai ter a mesma vibe experimental de ‘Traz o B’. Tenho muitas ideias muito diferentes, e meu próximo trabalho vai trazer uma nova Danny Bond, repaginada musicalmente e esteticamente.

continua após a publicidade


Hashtag Pop – Primeira coisa que você vai fazer pós-pandemia?

Danny Bod: Estou doida pra fazer um show e dar uma zoada com minhas amigas por aí, amo sair, amo festa, conhecer pessoas novas e conhecer diferentes culturas. Quero muito viajar e trabalhar mais ainda, sair em turnê.

Hashtag Pop – Deixe um recado para para seus fãs.

Danny Bod: Vagabonds, nós conseguimos! Mais uma vez, não tenho palavras pra agradecer vocês! Se hoje existe uma Danny Bond é por causa de vocês! Podem ter certeza que eu não estou descansando, to cozinhando mais música pra vocês e muita coisa de qualidade com diferentes produtores e feats.

Entrevista com Danny Bond: “LGBTQIA+ não é um gênero musical; merecemos o mesmo espaço que artistas cis/heterossexuais”

Assuntos do Momento ⚡

Topo