Hashtag Pop

J Balvin diz que não se via representado no reggaeton por maioria ser de cantores “morenos e negros” e fala reverbera mal

publicado em
J Balvin diz que ritmo reggaeton era “muito negro” e não se sentia representado
Foto: Divulgação
Google Notícias

Em recente entrevista ao jornal “El Tiempo”, o cantor J Balvin deu uma declaração que vem causando polêmica nas redes sociais. Questionado sobre o porquê de ter o reggaeton como projeto de sua vida, o colombiano disse que antes não se sentia representado pelo ritmo por sua maioria ser composta por artistas negros.

Quando escutei Daddy Yankee eu pensava que ele era afro, mais ou menos como Tego Calderon. Normalmente, o hip hop sempre foi mais reconhecido por ser de afroamericanos, inclusive o reggaeton quando começou, o ragga, a maioria também eram morenos ou negros. Quando eu vi pela primeira vez a imagem do Daddy Yankee disse: “Ah, eu posso ser como ele!

Como eu vi que já se abriu um caminho, vi que Yankee era branco, um latino, como eu. Com isso, comecei a ver que podia entrar dentro da estética. Vi uma esperança de poder pertencer e ai já acreditei no filme. Eu o copiava em tudo. Eu era como “Eu me chamo Daddy Yankee” quando comecei, até que me dei conta que Daddy Yankee só teria um. Então disse: bom, tenho que criar o J Balvin. — disse o cantor durante entrevista.

A fala de J Balvin vem sendo comentada nas redes sociais. Na plataforma Twitter, o nome do colombiano ficou entre os assuntos mais comentados do último dia 23 de dezembro. Ficamos surpresos que J Balvin se apropria de nossa cultura para lucrar e depois fazer comentários racistas? Não, estamos surpresos — disse uma internauta. J Balvin ainda não se manifestou sobre o assunto.

Aparece na notícia:,
Topo