Scooter Braun vende os direitos de Taylor Swift por U$ 300 milhões, segundo revista
Pop

Scooter Braun vende os direitos de Taylor Swift por US$ 300 milhões, segundo revista

A confusão envolvendo Taylor Swift e Scooter Braun parece ter chegado ao fim. O empresário havia adquirido os direitos dos álbuns da artista lançados pela gravadora Big Machine Records, consolidados pela compra da empresa da qual ela fez parte no início da carreira. Isso deu a um impasse visto que Taylor se mostrou publicamente infeliz com a compra.

De acordo com a revista Variety, Scooter Braun teria vendido todas as masters, gravações originais da cantora, por 300 milhões de dólares (R$1,5 bilhões de reais). Ainda não há informações de quem adquiriu os direitos das canções de Taylor, sendo essa pessoa tratada como como um “comprador misterioso”. O novo dono de boa parte da discografia da cantora fatura toda vez que as músicas são tocadas em qualquer lugar.

No ano passado, Taylor disse que pretendia gravar novamente as músicas assim que pudesse em termos contratuais, o que aconteceu recentemente. Sobre essa venda de suas músicas antigas, Taylor disse: “Isso aconteceu sem minha aprovação, consulta ou consentimento. Após eu ter sido negada a oportunidade de comprar minhas músicas, meu catálogo inteiro foi vendido para a empresa de Scooter Braun, em um acordo feito com a família Soros, 23 Capital e o Grupo Carlyle.

Ainda assim, até agora, nenhum desses investidores tentou entrar em contato comigo ou com meu time diretamente – para dar satisfação sobre seus investimentos. Sobre seus investimentos em mim. Para perguntar como eu poderia estar me sentindo sobre os novos donos da minha arte, da música que eu escrevi, dos vídeos que eu criei, minhas fotos, minha escrita, os designs dos meus álbuns.”

Scooter Braun vende os direitos de Taylor Swift por US$ 300 milhões, segundo revista

Assuntos do Momento ⚡

Topo