Hashtag Pop

Em entrevista ao Entertainment Weekly, DJ White Shadow conta detalhes sobre o “ARTPOP: Act II”

Em entrevista exclusiva, o principal produtor do disco de Lady Gaga revelou que possui uma coleção de 40 música engavetadas produzidas em parceria com a Mother Monster..

publicado em
Foto: Reprodução/Instagram

“ARTPOP”¸ disco de Lady Gaga lançado em 2013, continua dando o que falar. Em entrevista recente para o site Entertainment Weekly, DJ White Shadow (DJWS), principal produtor do disco, revelou novos detalhes sobre a era e falou sobre o “ARTPOP: Act II”.

Durante o bate-papo, o produtor revelou que possui uma coleção de 40 música engavetadas produzidas em parceria com Lady Gaga. DJWS conta que três dias após a finalização do disco “Born This Way” ele recebeu uma ligação de Gaga dizendo que já tinha o nome para o próximo álbum. Ele ainda revelou que inicialmente “Applause” não tinha sido pensado para ser o primeiro single da era.

“Não acho que havia um ‘isso é o que faremos’ [uma conversa]. Depois que Born This Way foi finalizado e entregue, eu me lembro de deitar no sofá da minha casa, pegar o telefone e era Gaga. Ela falou, ‘Tenho o nome do próximo álbum. Será ARTPOP!’. Tínhamos parado de trabalhar há três dias! Foi quando começamos a trabalhar nele. Nós produzimos “ARTPOP,” a música, que foi um dos primeiros instrumentais que eu mandei para ela do álbum. Depois ela conheceu Zedd através da Interscope, e voltamos a nos reunir e fazer novas faixas, depois veio Madeon. Havia diferentes pessoas entrando e saindo… tínhamos diferentes versões. “MANiCURE” era o primeiro single, depois “Aura,” depois outra música. “Applause” não era para ser o primeiro single até bem mais tarde”, disse.

Em outro momento da entrevista, DJWS contou detalhes sobre o possível segundo ato de “ARTPOP”: o “ARTPOP: Act II”. Segundo o produtor, eles tinham músicas suficiente para a produção de dois álbuns, mas não sabia se havia outro disco para ser lançado.

“[…]até onde eu sei não havia outro álbum pronto para ser lançado de forma imediata. Ou seriam músicas suficientes para ter dois álbuns ou para um, e acabou sendo apenas para um álbum”, afirmou.

Ele ainda conta que quando pegou o computador que usou para trabalhar no disco, viu que tinha 40 músicas finalizadas ou quase finalizadas para o “ARTPOP”.

“Eu não havia escutado ARTPOP havia três anos antes de tudo isso acontecer… Peguei meu computador de ARTPOP de volta e ouvi o álbum e havia 40 músicas ali que estavam finalizadas ou quase finalizadas. Ouvi algumas faixas e honestamente, tem coisa boa. Ainda se sustenta. Mas não é tipo, “Isso é uma boa música! Vamos colocá-la na internet!” Você tem que dar uma reformada”, disse.

Ele ainda destacou que todas as músicas estão alinhadas com a sonoridade do disco, destacando as faixas “Tea” e “Onion Girl” são ótimas músicas, mas que é difícil para ele falar das composições sem a presença de Gaga.

“Eu acho que músicas como “Tea” e “Onion Girl” são as duas músicas que mais vi as pessoas conversando. Liricamente, que história essas músicas contam? É difícil para mim falar sobre as composições. Se eu e ela estivéssemos sentados lado a lado, eu contaria. Mas eu não quero passar por cima dela assim. Posso apenas dizer que as duas são ótimas músicas. Há uma música chamada ‘Onion Girl’”, disse.

Durante um festival em Boston, DJ White Shadow apresentou um trecho da faixa “Tea”. Ao ser questionado durante a entrevista, ele revela que pediu autorização antes de tocar o instrumental da canção

“Não! Eu perguntei antes de tocar. Mesmo se eu fizer o instrumental e tocá-lo para ela e ela gostar, por respeito a outro ser humano, eu sempre pergunto. Tive que me virar um pouco no final para encaixar onde deveria no meu set pessoal. Reproduzi parte dos instrumentais”, disse.

Durante a o período de produção e início da era “ARTPOP”, muitos rumores começaram a circular na internet, entre eles colaborações com Azealia Banks e Rihanna. Ao ser questionado sobre essas possíveis parcerias para o disco, DJWS afirma que não tem nenhuma dessas faixas, mas que ouviu alguns matérias de Azealia Banks.

“Se elas colaboraram eu não tenho a música. Às vezes isso acontece, onde o A&R da gravadora dá algo para alguém, mas eu não tenho a música, então não sei. Eu lembro de ouvir coisas da Azealia Banks, mas não tenho nada”, afirmou.

Sobre o projeto que seria “irmã mais nova de ARTPOP”, o produtor garante que não tem relação com o “Chromatica” e nem demos dos disco.

“Não, não eram as demos do Chromatica. Nós trabalhamos em algumas coisas. Nós começamos coisas, nós terminamos coisas, nós nos afastamos de coisas, nós pegamos coisas de volta, não é um processo linear. Nós afirmamos trabalhar em coisas antes do Chromatica acontecer e nós ainda não terminamos. Veremos o que acontece”, revelou.

Ao decorrer da entrevista, DJ White Shadow abordou também outros tópicos como o videoclipe de “Venus”, a transformação da faixa “I Wanna Be With You”, apresentada ao vivo, mas substituída por “Dope” na versão final do disco, destacou também o trauma pós-álbum diante das expectativas da mídia, entre outros pontos.

A entrevista completa você confere no site do Entertainment Weekly. Ouça o “ARTPOP”.

Aparece na notícia:,
Topo