Hashtag Pop

BTS estampa a capa da Rolling Stone e concede entrevista exclusiva

O grupo fenômeno do K-POP falou sobre carreira, xenofobia, rótulos, e muito mais..

publicado em
Foto: Hong Jang Hyun/Rolling Stone

O K-POP segue em ascensão e muito da popularidade do gênero deve-se, atualmente, aos meninos do BTS. Fenômenos mundiais, dominando as principais paradas musicais e plataformas de streaming, o grupo formado por RM, Jin, SUGA, J-Hope, Jimin, V e Jungkook, seguem rompendo barreiras na música e arrastando multidões de fãs dentro e fora da internet.

Prestes a lançar um novo single (“Butter”) –  mais uma música em inglês, o grupo é o mais novo rosto na capa da renomada revista Rolling Stone. Para completar o conteúdo, os membros concederam uma entrevista exclusiva e comentaram sobre diversos assuntos, como detalhes da carreira, emoções, rótulos, serviço militar e muito mais.

De acordo com a Rolling Stone, o BTS é o primeiro ato totalmente asiático a estampar a capa da revista em 54 anos de história.

Confira alguns trechos do bate-papo.

Durante a entrevista, Kim Namjoon – líder do grupo – comentou sobre a renovação do contrato com a empresa de Si-hyuk, em 2018. Para ele, foi muito significativo:

“Para nós e também para a empresa, que admitamos e nos reconheçamos como verdadeiros parceiros. Agora, o sucesso de Big Hit é nosso sucesso 99, e nosso sucesso é o sucesso de Big Hit”, disse.

Em determinado momento da entrevista, Namjoon também falou sobre a xenofobia:

“Pensamos que tudo o que fazemos, e a nossa existência, contribui para a esperança de deixar para trás essa xenofobia, essas coisas negativas. Esperamos também que as pessoas em minoria extraiam um pouco de energia e força de nossa existência”RM

Ao ser questionado sobre o que é ser ‘masculino’, RM destacou que esse é um conceito ultrapassado e que não deveriam ter esses rótulos.

“Os rótulos do que é ser masculino, é um conceito ultrapassado, não é nossa intenção quebrá-lo. Mas se estamos causando um impacto positivo, somos muito gratos. Vivemos em uma época em que não deveríamos ter esses rótulos ou ter essas restrições”, afirmou.

Park Jimin falou sobre o sentimento de família que cerca o BTS e de como se ele e os demais membros se aproximaram ao longo dos anos.

“Comecei a gostar até das coisas sobre os outros membros que eu odiava. O tempo que passamos juntos realmente nos tornou próximos, como uma família. Não importa aonde eu vá, há um lugar para onde posso voltar. Eu comecei a me sentir assim em relação ao nosso grupo”, disse.

Para a Rolling Stone, Yoongi contou que os pais não entendiam o rap e isso o motivou a trabalhar mais e mais porque sentia que tinha algo a prova.

Todos os trechos da entrevista foram traduzidos pelo @BTSNotice – perfil brasileiro dedicado ao BTS. Confira outros tópicos da entrevista:

“Butter”, novo single do BTS será lançado no dia 21 de maio.

Confira a entrevista completa na íntegra.

Aparece na notícia:, ,
Topo